ESTILO MEU, ESTILO MEU

ESTILO - Imagem de casual outfit sob fundo branco
Casual Outfit – o meu favorito!

O incompreendido estilo Casual. Mas nem por isso menos estiloso!

Aquele estilo que a minha mãe abominava aquando dos meus 13/14. Sim, faço parte daquela geração de miúdagem dos anos 90 que usava ténis com orgulho, com uma bela calça larga (de ganga ou bombazina) abaixo da cintura, deixando vislumbrar um pouco do boxer de algodão roubado ao irmão. 😉 Mas a verdade é que era assim que me sentia bonita, confortável e confiante.

Mas quando uma mãe nos diz que algo não faz sentido, não deve ser assim, não fica bem…pensamos sempre duas vezes.

Ela nunca me impediu de usar, atenção, mas olhava de lado com ar desapontado e reprovador. E eu não conseguia perceber porque era tão errado e feio se me fazia sentir tão bem! Por tempos cedi a alguns floreados, florzinhas e sapatos de salto. Mas hoje olho para trás e vejo que as roupas que me fizeram feliz nunca foram essas! Foram as calças largas, as jardineiras, as sapatilhas, as t-shirts lisas com mensagens engraçadas, etc.

Foi preciso chegar aos trinta para perceber que este é o meu estilo. Que não é certo nem errado. Mas que é assim que sou mais Eu!

Certo é que (graças a Deus…ou aos estilistas!) a moda evoluiu e já não se anda de boxers à mostra nem t shirts 3 números acima do nosso. E também é verdade que, de vez em quando (mas cada vez menos!) calço um salto alto, algo com padrão e até me sinto bonita. Mas engraçado ou não…nunca me sinto eu! Parece-me sempre que estou “mascarada” para algum evento ou situação.

Demorei anos a conhecer-me tão bem a ponto de ignorar opiniões ou ideias formadas e mostrar aos outros que posso ser bonita, estilosa, poderosa com os meus ténis, calças descontraidas e t-shirt lisa. 😉 

Encontrei este pin no Pinterest e senti-me inspirada a partilhar isto com vocês. Para mostrar que o que interessa é sermos Felizes com a “pele” que escolhemos vestir. E que é essa Felicidade que vai irradiar Luz e fazer com que fiquemos bonitas e radiosas. Podemos estar todas “impipocadas” dos pés à cabeça, cumprindo todas as “normas do deve ser” aplicadas a mulheres adultas que querem vestir bem e sentirmos que estamos péssimas, completamente desenquadradas.

Nestes momentos, não estamos em verdade conosco! Por isso sim…esta sou eu.

Uma rapariga de 35 anos, mãe de duas crianças, que se sente bem e bonita com este estilo. 😉 Desculpa lá mãe, mas as flores e os folhos não são para mim.

Confere também no Blog da M&I:

Grata pela visita! Faz like e partilha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

error

Gostaste do artigo? Então toca a partilhar!